segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

APOIADO!



Pedro Barrena sentiu a necessidade de manifestar publicamente o seu apoio à recandidatura de Rondão Almeida, quando na passada sexta-feira disse aos microfones da Rádio Elvas que Rondão "será sempre o meu candidato e o candidato natural dos socialistas".

Soube que também faz parte dos mais de 5 mil apoiantes que já assinaram a favor da recandidatura do senhor Presidente e constou-me que esteve presente no jantar da Comissão que coordena a recolha de assinaturas, que decorreu na passada quinta-feira num hotel de Elvas.

É bom saber que pelo menos um partido em Elvas está organizado, unido e sabe o que é preciso fazer para o futuro do Concelho. Ainda mais quando esse partido é o que detém a maioria esmagadora nos órgãos autárquicos do nosso Concelho. Numa altura em que a instabilidade e as dificuldades se agravam pelo mundo, é bom saber que na nossa terra não temos instabilidade política.

Não podemos ignorara que Rondão Almeida é um líder na verdadeira acepção da palavra e, portanto, um agregador de pessoas, de vontades e de disponibilidades. Isso faz com que as suas candidaturas sucessivas contem com o apoio de pessoas de todos os quadrantes políticos, que apoiam o grande trabalho realizado. Mais do que num partido, os eleitores elvenses reveem-se num homem que sabe gerir, sabe falar às massas, sabe dialogar e sabe, acima de tudo, planear e concretizar o que planeia no diálogo com as populações.

Infelizmente, do lado da Oposição aquilo que se vê é o descrédito total: desde pessoas que ofendem e insinuam contra quem está no poder; que abordam na rua quem escreve a favor da Câmara ou assinou o apoio ao actual Presidente, na tentativa de amedrontar e impedir que outros assinem; que procuram espalhar a difamação de forma anónima ou identificada... Assim não!

41 comentários:

Xavier de Sousa disse...

Como cidadão eleitor elvense, posso e devo manifestar-me quanto ao futuro da nossa cidade e o futuro próximo vai passar pela actividade política interligada aos três actos eleitorais do corrente ano. Não valerá a pena questionar qual a minha condição política pois ao que julgo tem-se tornado de domínio público, nem sequer equacionar qualquer perfilamento a qualquer listagem para um qualquer acto eleitoral pois também já o fiz publicamente: NÃO!
Já me pronunciei noutros blogues de manifesto apoio à Oposição Elvense e decidi expor a minha opinião, desta vez, num blogue de apoio ao actual Presidente da C.M.E.
Habituado desde muito novo a percorrer vários concelhos do nosso país e tomando-os como ponto de comparação, bastante prezo toda a obra edificada pela edilidade elvense ao longo dos mandatos exercidos, e contra factos não há argumentos! Obra essa que abrange os mais variados sectores, desde a cultura ao desporto, desde a intervenção social à educação, dotando o concelho de tal forma que algumas condições apenas são equiparadas com outros concelhos de dimensões cinco a seis vezes superiores.
No entanto, e aqui sim em forma de sugestão, penso que está na hora do órgão de gestão local deixar de caçar pelos elvenses mas sim ensinar a caçar! O que quero dizer com isto, é que graças à entidade referida ainda conseguimos ter alguns licenciados empregados no concelho (senão é que a desgraça era maior) e ao dispor da mesma, não será já altura de os utilizar como ferramentas junto das PME's, junto das Associações de todo e qualquer tipo, junto da "nata" empresarial nacional exercendo pressões para criação de postos de emprego em Elvas?
Estes são pequenos exemplos na minha simples e humilde óptica, que certamente poderiam deixar de pesar na carteira da C.M.E. (que se conseguiu organizar nestes anos) e que poderiam ser captados a outras carteiras...(Programas Europeus, investimentos privados, etc...) canalizando esses recursos para outras questões de necessidade máxima!

Cumprimentos

PATRÍCIO disse...

Caro Xavier,

Agradeço a sua franqueza e estimo que continue a ser frequentador do meu blog.

Mas, tenho que esclarecer que este não é um blog de apoio ao actual Presidente da CME. É um blog que procura dizer verdades e mostrar a realidade e, neste momento a realidade no Concelho de Elvas é esta, como o próprio Xavier reconhece.

Devo até dizer-lhe que, noutros tempos não pensei exactamente assim e nunca me senti tão afastado da oposição elvense como agora.

E digo-lhe porquê. Porque tive a coragem de manifestar a minha opinião favorável sobre o desenvolvimento que Elvas sofreu nos últimos anos e fui bombardeado de todos os nomes, copiaram-me o blog, distorceram as minhas palavras a fui basicamente ofendido. E essas ofensas partiram precisamente da oposição de direita que existe em Elvas.

Acho inadmissível essas atitudes de gente que apenas pretende intimidar-me e calar a minha opinião apartidária. Sendo esse o tipo de gente que integra os partidos da direita em Elvas, não me podia sentir mais afastado delas.

Acho que o Xavier também se deve preparar para isso, porque cada vez que emite a sua opinião é visto pelos seus companheiros da direita como uma ameaça aos lugares a que eles próprios aspiram!

Desejo-lhe sorte.
A mim não me calaram. Só conseguiram contribuir para o sucesso deste blog.

Xavier de Sousa disse...

Amigo Patrício

Pois por não temer qualquer calúnia e não deter qualquer interesse pessoal, profissional ou partidário é que me exponho desta forma, livre, sem preconceito e sempre identificado!
Poderão tirar as ilações que entenderem quanto às minhas aspirações, pois passam todas longe do concelho de ELvas (infelizmente, pois a vida assim ditou) e são meramente ligadas à minha profissão e à cultura e música tradicional e popular! No entanto não posso ficar alheio ao desenvolvimento da minha terra natal, onde passo todos os fins de semana e quero gozar a minha velhice (se é que lá se chega)!!!

Cumprimentos

Anónimo disse...

E quem fala assim não é gago!
Ora tomem!

Anónimo disse...

O Pedro barrena apoiar Rondão Almeida não é de estranhar. Nem faz mais do que a obrigação dele. O Rondão sempre confiou nele e até demais!

Francisco Ramos disse...

Um bom Presidente é justo que tenha o apoio dos mais diversos sectores políticos, sociais e económicos de Elvas!
É de elvenses que querem o bem do seu Concelho.

Manuel Fernandes disse...

Mas não são só os socialistas que confiam em Rondão meus caros, a lista de apoiantes certamente tem gente de todos os quadrantes políticos. Isto não é um caso de ajudar Rondão a ser presidente, é um caso de ajudar o concelho de Elvas a continuar o seu desenvolvimento!

Anónimo disse...

Não acredite em tudo o que Houve.
Pedro Barrena pode dizer e escrever o seu nome a apoiar Rondão Almeida.
Lá bem no Fundo a Verdade é Outra.
Por isso nem tudo o que se v^e/ou ouve é VERDADE.

Anónimo disse...

"Não acredite em tudo o que Houve", escreveu o comentador anónimo anterior.
Desconfio que queria escrever "não acredite em tudo o que ouve". Ouve, de ouvir; diferente de Houve, de haver.

João Luís Lapão disse...

Por mais que tentem meter os membros da Câmara ou do PS uns contra os outros a equipa está coesa.

Toda a gente sabe que quem está na política hoje, amanhã pode não estar. Nada de especial. Nem sequer a política é uma profissão.

Dos que estão na Câmara e que eu conheço melhor todos tinham uma profissão antes de ir para vereadores:
Nuno Mocinha tinha uma empresa de contabilidade e professor no Politécnico de Portalegre,
Elsa Grilo era professora do Secundário e portanto, como tantos outros docentes eram os dois técnicos superiores do Estado português,
João Vintém era funcionário do Ministério da Justiça,
Vitória Branco era professora do 1º Ciclo,
José Bagorro era funcionário de uma empresa de transportes de Vila Boim.

Anónimo disse...

Não percebi a ideia do Xavier. Podias explicar melhor como pretendias concretizar isso e se é legal uma Câmara fazer isso? se é que era para alguma Câmara fazer alguma coisa, ou eram os particulares das empresas?

Manuel Oliveira disse...

O Paulinho Portinholas tem mais medo da dra. Elsa grilo do que de ser "comido pelo Bicho Papão"!
Deve ser algum trauma que esta miniatura elvense do paulo Portas nacional tem em relação às mulheres na política!

Joca Manaças disse...

Esta tertúlia está fixe!
Aqui vai o meu palpite: Acho que o Tiago Abreu tem medo da dra. Elsa Grilo porque é incapaz de lhe fazer frente de forma honesta, por isso serve-se da ofensa e da difamação.
Acertei?
Bingo!

Carlos Henrique disse...

Claro Joca, as mulheres inteligentes sempre assustaram homens mediocres!
O Paulinho Portinholas é o maior exemplo da mediocridade.
Só serve para dizer mal.
Um arruaceiro da política numa luta solitária contra uma senhora que não mostra medo dele.

Anónimo disse...

Não me digam que o tipo voltou a ofender a senhora??!!!
As pessoas já estão fartas desse má língua!
Se não fosse nas listas do PSD o gaiato nem era eleito!

AP disse...

Xavier,
Explica-te algo mais porque eu não percebi muito bem.
Dizes que ainda há licenciados a trabalhar em Elvas (realmente mt mal estaríamos se assim não fosse!) graças à CME e que estes deviam ser utilizados para exercerem influência junto dos agentes económicos nacionais para atrair investimento ao concelho?! Desculpa mas não faz sentido!
Os "nossos" licenciados, ou melhor a "nossa" mão de obra qualificada devia ser aproveitada pelos "nossos" agentes económicos, pelas "nossas" empresas, para benefício das mesmas e da cidade, em vez de irem contribuir com o seu conhecimento para outras paragens. Os nossos empresários é que deviam deixar de ser patrões e serem gestores a sério! Mas quando o patronato da terra é tão mal formado e tem tanta falta de visão, como o de Elvas, é lógico que o tecido empresarial não se modernize e afunde-se cada vez, mais como se vê!
O que dizes é algo do género: "venham investir em Elvas porque temos cá muitos licenciados"? Ninguém investe num local só porque lá há muitos licenciados ou porque estes exerçam pressões para que isso aconteça. Investe-se num local onde exista competitividade, inovação e dinamismo. E isto só se consegue com a "nata" da terra. Não serão os de fora a fazer os nossos trabalhos de casa.
A CME criou bons alicerces para que isso aconteça, dotou o concelho de infraestruras e lavou a cara da cidade (que bem precisava), mas podia ter feito mais pela economia. Mas ainda estamos a tempo, assim puxemos todos a corda para o mesmo lado... Em vez que andarem a invejar a galinha do vizinho e a tentar ser mais do que aquilo que são, que é nisto que o elvense é perito.

Albertino Fróis Correia disse...

Continuo sem perceber como é que a Câmara podia fazer mais pela economia.
Já baixou a derrama, já baixou o IMI, baixou as taxas de urbanização e até para as industriais, construiu uma zona industrial e vende lotes a um euro se os empresários se comprometerem a criar alguns postos de trabalho (acho que mínimo 10 ou 20, já isentou uma empresa de vários milhões d euros de IMT porque se comprometeu a criar alguns 100 postos de trabalho.
Mas as empresas fecham em todo o lado, o que podiam fazer mais aqui neste campo?
Elvas nem tem mão de obra que queira trabalhar em fábricas, tudo quer é escritório e vender atrás de um balcão. E turnos nem pensar e fazer horas extras ainda pior.

Xavier de Sousa disse...

Posso não ter sido muito claro, mas a ideia é aproveitar os recursos humanos mais qualificados do concelho (neste caso refiro-me a alguns já enquadrados no município) para que em conjunto com as empresas e instituições locais possam encontrar soluções de modernização das mesmas, na captação de apoios, entre outras iniciativas, de forma a que os postos de trabalho existentes no concelho não sejam colocados em causa.
Quanto à pressão sobre outros agentes económicos, é óbvio que me refiro à angariação de novos investimentos no concelho, pois se a altura é ideal para as famosas "falências técnicas" também é propícia ao aparecimento de investimentos de ocasião, que mesmo aproveitando alguma mão de obra menos qualificada, relançam o combate ao desemprego!

Cumprimentos

Anónimo disse...

Se ninguém está a investir, quem tem o dinheiro guarda-o, os bancos não emprestam ou fazem-no a juros altíssimos, e por todo o mundo há despedimentos aos milhares emepresas a falir (não tecnicamente, mas realmente) em Elvas vão inventar empresas e investidores!
Todos temos vontade que isto vá para a frente, mas não podemos fazer demagogia com a esperança das pessoas. Tudo o que dizem é vago e nada de concreto. de boas intenções...

Anónimo disse...

Então e a filha do pedro Barrena na Câmara não conta para nada nisto?

Anónimo disse...

Pois claro, se uma pessoa é competente não pode trabalhar numa Câmara só por ser apoiante do Presidente. Só podem ser colocados os inimigos ou os que dizem mal, esse deviam ser privilegiados na tua óptica, parvalhão!
Deve ser por isso que o irmão do Simão Dorido continua por lá a fazer porcarias e a mostrar ignorância.

Joca Manaças disse...

A oposição em Elvas é a maior desgraça que se pode imaginar!
Rondão Almeida deve rir à gragalhada dos anedotas que os tipos são:

- Simão Dorido abre a boca e só diz generalidades e banalidades, está metido no maior saco de gatos do planeta.

- Cabaceira é outro coitado que leva quatro anos a bater com a cabeça no hospital e a pensar que ainda consegue mais molho de um chão que já deu uvas mirradas. Arma-se em santinho mas escreve tantas insinuações como o seu parceiro do CDS.

- Pedras é um rapaz que anda enganado no Bloco mas gosta de estar à frente e por isso só pode num partido onde quem tem um olhinho, mesmo que pequenino, é... porteiro mas pensa que é rei.

- PCP há-de aparecer alguém que bem pode ser o manuel António, que já anunciou que é candidato mas ainda não arranjou partido que o quisesse.

- Miguel Mendes quer passar uma imagem mais séria do PSD mas de nada lhe serve, andando de braço dado com o tipo do CDS.

- Tiago Abreu é o mais tonho porque acha que é com a ladainha do blog que ganha muitos votos, mas limita-se a alimentar os tontos como ele.

Que panorama tão interessante!

Nas últimas autárquicas o CDS/PSD ainda teve o Eurico e o Zé Carlos Fonseca que até era director do Centro de Emprego, e levaram o resultado de 6-1 que se viu.

Nestas, com o Simão Dorido que só tem feito figuras de Tiago Abreu, a mentir, a insinuar e a ficar sem credibilidade pelas más companhias e por "competência" própria; imaginem o que vai dar... O Tiago já diz que é 7-0 para o CDS!!!!!!!!
Ah, ah, ah, ah, ah, ah...... Porreiro pá!

Manuel Albacete disse...

O trabalho desta Câmara de Elvas é louvável nas mais diversas áreas da governação, desde as obras à cultura, ao desporto, às estruturas económicas, ao diálogo com as populações que é completamente inovadora.
Nunca as pessoas do Concelho tiveram tantas possibilidades de falar com um Presidente da Câmara como fazem com este. Atende as pessoas todas as terças-feiras, atende as pessoas na rua onde o encontram, antes outros que já passaram pela Autarquia até fugiam do povo.

Paulo Reis disse...

Acho excelente a forma de governar do vosso Presidente da Câmara.

Governa para as pessoas independentemente dos partido a que pertencem e é assim que todos oa autarcas deviam ser mas nem todos são.

Por ser assim tão abrangente e apartidário ouvem-se as pessoas a dizer bem dele e do seu trabalho, o que é justo.

Eu estive na semana passada de visita a Elvas e estive num café onde ouvi muita gente a manifestar-se satisfeita com o trabalho do vosso Presidente. Felicito-o por isso.

Bom trabalho e que assim comntinue.

Paulo Reis

issope disse...

Olá malta!
isto por aqui anda muito participado.

A minha opinião é que a oposição em Elvas está-se a enterrar no buraco que vai cavando, quando faz política com a difamação, a má língua, o confronto e a mentira, porque não conseguem enganar quem vê com os seus próprios olhos o bom e imenso trabalho que a Câmara faz.

Manuel Henrique disse...

A Câmara está de parabéns por mais uma grande obra que está a fazer em Barbacena - o Pavilhão Multiusos.
Obrigado senhor Presidente Rondão Almeida. Já vi o projecto e vai ficar muito bonito.

Um Abraço
Manuel Henrique

Adalberto Marques disse...

Hoje de manhã, como sempre, fui tomar o café a uma pastelaria da nossa cidade e estavam umas pessoas de fora sentadas na mesa ao lado que se desfizeram em elogios ao Presidente da Câmara.

Disseram que há 10 anos que não vinham cá e que chegaram ontem para ficar umas horas e acabaram por ficar para hoje, porque a cidade está espectacular de agradável.

Elogiaram a limpeza, os monumentos arranjados, os espaços verdes do centro histórico, as fontes, o comércio, os museus, e até visitaram a biblioteca que sabiam tinha sido recuperada. Só ficaram com pena de não poder entrar no Coliseu, mas garantiram que vinham ao próximo espectáculo.

Uma pessoa ouve isto da nossa terra e de quam nos governa e claro que fico muito satisfeito.

Anónimo disse...

o portinholas agora nao faz outra coisa senão adivinhar os candidatos do ps... la para as suas bandas a coisa não esta famosa e anda p aí a arrotar postas de pescada...
-Cabaceira
-Portinholas
-sindicalista
-António Dorido
-Bugio
-Balsinhas
-Rente
Ena tantos p 1 lugar só...e vamos ver se levam 1... Parece que para ele a vida n está mesmo fácil... Com sorte ainda vão buscar o manel antónio

Anónimo disse...

O Bugio não é parvo nenhum que se meta naquele saco de gatos.

O SIMÃO DORES MENTIROSO! disse...

O Simão das Dores é um GRANDE MENTIROSO.

Vem a Elvas enganar os Elvenses, vem dizer que não é candidato, que não pensa nisso, blá, blá blá...

Mas já anda a ser apresentado fora de Elvas como candidato do PSD à Câmara!!!!

Que vergonha sr. Simão das Dores!!!!
É assim que pretende ganhar alguns votos???
Aldrabando os Elvenses????

AP disse...

Xavier a tua intenção faz algum sentido, mas sejamos coerentes!
Num momento de crise como este será muito difícil captar qualquer tipo de investimento para Elvas. Não é impossível, mas muito difícil. E como é que queres captar investimento para Elvas sem a modernização do nosso tecido empresarial?! Um casa começa a construir-se pelos alicerces, pelo que primeiro temos que nós dar o exemplo de que somos uma cidade competitiva. O que ainda não acontece! Pura e simplesmente porque as nossas empresas e industrias foram definhando com os anos, até algumas delas se extinguirem.
Agora se a tua sugestão for para a divulgação da cidade, estou completamente de acordo. Já falei no meu blogue nas Feiras de Negócios como instrumento para a divulgação das empresas, instituições, produtos e serviços da nossa cidade. Coisa que, se não estou em erro, nunca aconteceu. Pelo que seria um bom passo a participação de entidades e empresas elvenses, por exemplo, na FIL ou em Feiras de Turismo.
O que eu acho descabido na tua argumentação é dizeres que se deviam aproveitar os licenciados da CME para isso. Primeiro porque estás a ser discriminatório, nem só os licenciados têm capacidades (e permite que te diga que em Elvas há muitos que não valem um zero à esquerda). Segundo, porque existem muitas pessoas com os mais diversos graus de formação capazes de fazer por isso na cidade. Mas, repito, se puxarmos todos a corda para o mesmo lado e não houver a cultura do bota-abaixo. E terceiro para isso acontecer deve haver iniciativa própria e não ficarmos sentados à espera que os outros, leia-se CME, façam tudo.

Carlos Henriques disse...

Concordo completamente contigo AP!
Nem digo mais nada.

Xavier de Sousa disse...

Pois em relação às empresas aconselho a leitura do Jornal de Notícias de hoje! Não poderei tecer comentários mais aprofundados devido à minha actividade profissional, mas sei do que falo! Estas Linhas de Crédito "quase grátis" que muitos reclamam não conseguirem obter, outros chegaram-se à frente!!!

http://jn.sapo.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=1142328

Em relação aos licenciados referi-me apenas aos Quadros da C.M.E. por achar que são em número mais que suficiente para o trabalho que, aparentemente e avaliado por quem está de fora e longe, existe e que tem resultado. Daí achar que se deveriam unir aos esforços dos empresários locais, até pela falta de qualificação de alguns e junto a estes, aí sim unir esforços e puxarem a corda para o mesmo lado! Só com a ajuda de quem tenha capacidade de perceber o que se está a passar é que os empresários elvenses poderão tirar um pouco a cabeça fora de água (se é que ainda há tempo)!

Longe de mim discriminar quem quer que seja até porque é em Elvas que está uma grande parte dos meus amigos e familiares, muitos deles licenciados, e infelizmente alguns a exercerem naquilo para o qual não investiram nem foram formados!

Cumprimentos

Anónimo disse...

parabéns a este blogue... já fazia falta um espaço assim dedicado a elvas e aos elvenses! um espaço livre e aberto à discussão. já estavamos fartos da má lingua

Scottish disse...

Bem, realmente a discussão está animada e muito interessante :), e creio que isto sim é importante!
Xavier, penso que todos entendemos o que pretendes dizer, mas deixa-me dizer que o AP tem razão.
Enquanto os elvenses não fizermos os trabalhos de casa, nada de investimento novo virá para Elvas. Isto é um facto, pois apesar de Elvas ser uma cidade dotada de condições só equiparadas a cidades bem maiores, a nossa indústria pouco ou nada evoluiu, para não falar da ausência de novos investimentos!
Sobre a ideia de que a CME poderia disponibilizar os seus licenciados para "ensinar a caçar", volto a dar razão ao AP. Não duvido que a ideia é interessante, mas não penso que seja o caminho a seguir.
A Câmara tem de promover e divulgar Elvas para a tornar aliciante ao investimento de fora! As Feiras espalhadas pelo país seriam um bom contributo para dar-nos a conhecer. Esse será o papel da edilidade, nunca esquecendo que deve continuar a dotar Elvas de condições para que novas empresas possam assentar praça na terrinha!
Promover e divulgar serão mais as palavras de ordem como trabalho da edilidade. Cabe-lhe também a responsabilidade, junto com as Associações Comeciais, de Desenvolvimento e afins, de promover o debate deste tema com os empresários e comerciantes da terrinha. Aqui tens os trabalhos de casa.
Esta é a minha opinião e vale o que vale!
Grande Abraço Patricio

Daniel da Silva disse...

Caro AP, quanto a não haver feiras de negócios em Elvas é mentira, então a Feira Internacional do Património foi o quê? É uma feira em que empresas de vários sectores que intervêm no patrimonio (cultural, arquitectónico, natural, etc..) possam vir mostrar os seus produtos e/ou serviços. Houve a 1ª em Outubro e este ano irá fazer-se a 2ª. Isto é uma feira de negócios muito bem vista para a nossa cidade uma vez que temos um vasto património e que seria ideal começar a investir-se por esta vertente, que por sua vez vai ao encontro da vertente turística.

Abraços

Francisco Ferrinho disse...

Ai Daniel da Silva, pelos vistos tu só foste à feira do Património, mas no Centro de Negócios de Elvas todos os meses há uma feira de actividades económicas.
Agora está a decorrer o Salão Ibérico do Casamento, Já hou a Feira das Oportunidades, há o Salão Automóvel e muitas mais.

O que se passa é que amaioria dos comerciantes de Elvas não participam nessas feiras económicas porque não estão para ter o trabalho levar os produtos das suas lojas para os stands.

E a Câmara monts os stands, paga todas as despesas do Pevilhão, monta os stands, paga a animação, faz e paga uma enorme promoção no Alentejo e na Extremadura espanhola, os comerciantes não têm que pagar nem taxa de inscrição, e mesmo assim estão-se nas tintas!
Querem é ficar à porta da loja a dizer mal da situação do país e a criticar os colegas.

Não são todos tão inactivos, mas a maioria é assim com esta mentalidade retrógada.

AP disse...

Daniel da Silva e Francisco Ferrinho,

Leiam bem o que escrevi:
"Pelo que seria um bom passo a participação de entidades e empresas elvenses, por exemplo, na FIL ou em Feiras de Turismo."

FIL quer dizer Feira Internacional de Lisboa, onde decorreu recentemente a Bolsa de Turismo. Logo a FIL não é em Elvas...

"Feiras de Negócios como instrumento para a divulgação das empresas, instituições, produtos e serviços da nossa cidade."

Falo em divulgação "da" nossa cidade, não "na" nossa cidade como são as feiras de negócios no CNT...
Nunca disse que não há feiras em Elvas.

Daniel da Silva disse...

Sr. Francisco Ferrinho, eu falei só na feira do património, só para dar um exemplo de uma feira inovadora no país que foi primeiramente apresentada na nossa cidade (em resposta ao AP que diz nunca ter havido em Elvas uma única feira de negócios), uma vez que na exponor a primeira feira deste molde só foi apresentada este ano durante este mês.

Abraços

Francisco Ferrinho disse...

Ao AP e ao Daniel da Silva,

Já percebi. Obrigado pelos vossos esclarecimentos.

Abraços.
Obrigado por este espaço amigo Patrício.

Xavier de Sousa disse...

Rematando a minha análise:

A crise tornou-se tema na boca dos mais e dos menos empresários. Quanto a mim, poucos saberão ao certo qual a verdadeira dimensão da recessão em que estamos mergulhados. Só os que sentem na pele (com cheques devolvidos, contas correntes esgotadas e com renovações encarecidas, dificuldade no pagamento de responsabilidades quer à banca quer a fornecedores, crédito recusado, entre outras) é que poderão tomar um pouco a consciência da situação!
O meu apelo, mais uma vez, vai no sentido de alguém ajudar essas gentes a interpretar o momento e repensar formas de passar por cima, seja com associações de empresários, com divulgações etc... As pessoas estão bloqueadas e necessitam que as ilucidem das alternativas!

Cumprimentos