domingo, 7 de dezembro de 2008

Portalegre e o Lobo do Capuchinho Vermelho



Ouvi uma parte da entrevista do senhor Presidente da Câmara de Portalegre, José Mata Cáceres, à Rádio Elvas no passado sábado, em repetição da entrevista que passou na quarta-feira à noite e de que fui ouvindo excertos durante o resto da semana em todos os serviços informativos daquele orgão de comunicação social.


É um prazer ouvir Mata Céceres, mas há algumas opiniões suas que me deixam dúvidas e outras que me merecem um comentário contrário.


Primeiro, não entendo a utilidade de ouvirmos o Presidente da Câmara de Portalegre numa entrevista de fundo quando muito raramente temos a oportunidade de ouvir o Presidente da Câmara de Elvas em entrevistas dessa índole, apenas vamos ouvindo curtos excertos de conferências de imprensa, pedaços de discursos proferidos em eventos e mais uns bocadinhos disto e daquilo. Mas, adiante. Cada um sabe de si e a Câmara da nossa cidade, assim como a imprensa, devem saber cuidar de si e tratar do que lhes diz respeito como acham mais conveniente.


Mas nesta entrevista, bem conduzida pelo jornalista João Fernando, ouvimos Mata Cáceres falar de muita coisa, umas da sua responsabilidade outras da responsabilidade do Governo. Ainda bem que se vê que finalmente há um Governo que olha para Portalegre e, por sinal um Governo de cor política muito diferente de quem governa aquela Câmara.


Não podemos esquecer que foi o actual Primeiro-Ministro que, enquanto Ministro do Ambiente deu muitos milhões de euros a Portalegre através do Programa Pólis, que permitiu a Mata Cáceres fazer todas as obras de requalificação que por lá estão à vista na zona antiga.


O senhor Presidente da Câmara de Portalegre fala da discussão em tornos dos Hospitais de Elvas e Portalegre como uma coisa negativa. Sabemos porque pensa assim: Portalegre tem vindo a tomar conta da saúde no Distrito, são de lá quase todos os membros do Conselho de Administração, é lá que está a sede da ULSNA, têm praticamente todos os directores de serviços dos dois hospitais, quase tudo gente do PSD, partido de Mata Cáceres. Tudo isto, mais uma vez, à custa de um governo PS. De facto não lhe podia correr melhor e por isso fala de barriga cheia. É contra isto que se tem insurgido o Presidente da Câmara de Elvas e que motivou até uma resposta, publicada no Linhas de Elvas, de um senhor que é apresentado como enfermeiro, mas que na realidade é o Chefe de Gabinete de Mata Cáceres. Como podem ver, muito interessante...


A entrevista do senhor Presidente da Câmara de Portalegre é quase uma ofensa para os elvenses. Vem, com pezinhos de lã, defender que Elvas e Portalegre têm que ser "irmãs" e que a rivalidade não faz sentindo, mas essa é a conversa do lobo da história do Capuchinho Vermelho, que se veste de avózinha para comer o outro parceiro do conto. Se há quem o ajude a passar essa imagem de apaziguador em Elvas e em Portalegre, eu sei analisar pela minha cabeça e, decididamente, não me deixei enganar por palavras que não correspondem à prática.


E para terminar, ainda se atira aos deputados dizendo que eles, os socialistas Miranda Calha e Ceia da Silva, andam por Lisboa a defender a sua vida e não o Distrito. Mais uma vez tenho que lhe dizer que esteve muito mal, eng. Mata Cáceres. Pior do que não aceitar um presente é ser mal agradecido, e ainda pior quando estas palavras são proferidas por um político que diz não o ser.


Concordo com Mata Cáceres quando diz que os deputados não têm andado pela Assembleia da República a defender o Distrito de Portalegre, porque têm andado por lá só a defender a cidade de Portalegre.


São estes deputados do PS, já para não falar do senhor Governador Civil, que têm andado com o senhor Presidente da Câmara de Portalegre ao colo a caminho de Lisboa. Foram estes que lhe conseguiram tudo o que o nosso PSD lhe tinha deixado em dúvida: a Escola nova da GNR; a Escola de Hotelaria e Turismo; mais uns valentes milhões do QREN; uma nova auto-estrada para Estremoz, em cima de um excelente IP que já têm; um Hospital a ser todo renovado; uma nova unidade de hemodiálise; e tudo o mais que ainda está para vir e que Mata Cáceres anuncia, e muito bem politicamente, como sucessos seus.


Fico muito contente por ver que se dão tão bem nos bastidores e que publicamente se atacam "para inglês ver". A entrevista não contribuiu para uma Elvas Melhor. Só pode ter contribuido para confirmar aquilo que alguns de nós já sabiamos e que agora muitos ficaram a saber: Elvas tem sempre que continuar alerta, porque os políticos de Portalegre farão tudo para acabar com o desenvolvimento da nossa cidade. Em Portalegre há muito boas pessoas, eu conheço-as. Mas há por lá políticos, de todos os partidos, que não perdoam o facto de Elvas não se ajoelhar a seus pés.


Felizmente, em Elvas temos um Presidente da Câmara, com o qual contamos independentemente das nossas simpatias ou antipatias partidárias; que não se cala e que sabe mexer-se bem, sem precisar dos favores de deputados ou de qualquer governador civil de Portalegre. Infelizmente não temos é o estatuto de "Capital de Distrito", num país onde os títulos ainda contam muito, mesmo que o titular seja um parasita.


24 comentários:

Manuel Fernandes disse...

Tem toda a razão! Como região e cidade concorrente a Elvas em todos os âmbitos, Portalegre sempre fez e sempre fará para acabar com o nosso desenvolvimento.
Acho muito bem que os nossos políticos nunca se curvem perante uma capital de distrito que para além de ser a mais pobre e menos desenvolvida, nunca nos deu ouvidos!
Quanto à entrevista também ouvi e não consigo entender porque uma rádio de Elvas dá mais importância ao presidente da câmara de Portalegre que ao da sua cidade. Lá terão as suas razões... será que gostam mais da cor laranja?

Anónimo disse...

Os políticos de Portalegre são como a oposição PSD e PP e Elvas: quanto pior Elvas estiver melhor eles se sentem.
A rádio tem lá gente que começa a funcionar como o Linhas, com medo da lígua venenosa de um tipo insignificante da oposição.

Cprs.
Filipe Covas

Anónimo disse...

Claro que o Presidente da Câmara de Portalegre nunca quer que Elvas se dê bem! Gostava era que Elvas acabasse. E ainsa se queixou de Évora... Évora não nos faz mal nenhum, os politiqueiros de Portalegre é que sempre invejaram Elvas.

João Maria de Andrade

Anónimo disse...

Ó Patrício, tu escreveste "nosso PSD" porquê? Foi engano, ou...??...

Anónimo disse...

Isto de lobos com pele de cordeiro é o que os da oposição fazem cá em Elvas, deve ser a especialidade ds tipos do PSD e CDS do "magnífico" distrito de Portalegre...
Elvas não deve nada a essa gente. Tudo o que cá temos em Elvas tem sido com o trabalho do nosso Presidente e da população, á parte daqueles do costume que por cá também há sempre a dizer mal de quem pugna pela nossa terra.

Raquel Angelino disse...

Vêm de Portalegre ainda largar bitaites a Elvas? Escandaloso!
A gente quer é saber do que diz o nosso Presidente da Câmara de Elvas, não queremos que esses de Portalegre ainda venham cá pavonear-se. Gostava de saber quantas vezes é o nosso Presidente já foi entrevistado pela Rádio Portalegre, que deve ser só na altura da campanha eleitoral.

Anónimo disse...

No tempo do Governo do PSD e do PP a Câmara de Elvas não teve direito a dinheiro nenhum. Bem me lembro que a Câmara de Portalegre recebeu milhares para as novas instalações e a Câmara de Elvas não recebeu nem um cêntimo!
Agora que o Governo é PS ainda anda a alimentar a Câmara de Portalegre! E ainda por cima é mal agradecido porque eu também ouvi o senhor Mata Cáceres dizer o que disse na rádio. Não há pachorra para estes políticos.

Francisco Sousa Matos disse...

E Mata Cáceres tem um Chefe de Gabinete encomendado pelo PSD para vir responder ao Presidente da Câmara de Elvas em comunicado como dizes Patrício, para que o Presidente da Câmara de Portalegre depois se possa vir armar em anjinho... e pensa que enganam a malta!

Nós somos elvenses, não somos parvos.

Os politicos de Portalegre estão habituados a comer á conta dos governos, os bons políticos de Elvas estão habituados a trabalhar e a fazer pela vida do seu Concelho.
Diferenças evidentes.

Daniel da SIlva disse...

Portalegre sempre teve e há-de sempre ter inveja de Elvas, dado o potencial da nossa cidade em termos de património e localização geográfica e também pela dinâmica elvense, não espantando,portanto, a entrevista deste senhor. Espanta-me sim é uma rádio local dar voz a quem quer ver Elvas na lama e não dando oportunidade ao nosso e supostamente deles(radioelvas) presidente. Por que é que não mudam o nome para rádiocapitaldistrito?
Abraços

Anónimo disse...

Ex.mo(a) Sr.(a) Patrício,

Chamo-me António Oliveira, e sou o tal que "é apresentado como enfermeiro, mas que na realidade é o Chefe de Gabinete de Mata Cáceres" (6º parágrafo do seu 'post').
Sou de facto Enfermeiro (curso concluído em 1996, na Escola de Enfermagem de Portalegre; e exercício profissional efectivo entre essa data e 2005). Presentemente, e há cerca de 3 anos, exerço o cargo de Chefe de gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Portalegre.
Sobre aquilo que refere no dito parágrafo permita-me que o corrija: publiquei, de facto, um artigo de opinião (e não, como V. Ex.ª diz, "uma resposta" a quem quer que seja...), no jornal Alto Alentejo (e não, como V. Ex.ª diz, no Linhas de Elvas...), no qual apresentei alguns comentários e reflexões pessoais, a propósito de um comunicado da Concelhia de Elvas do PS sobre a ULSNA e o respectivo Conselho de Administração (e não, como V. Ex.ª diz, sobre ou em resposta a qualquer posição do Sr. Presidente da Câmara de Elvas). O referido artigo (repito: de opinião e publicado no jornal Alto Alentejo, no qual mantenho uma "coluna" com alguma regularidade) era, como sempre, assinado por mim, António Oliveira, sem qualquer outra referência à minha profissão ou a cargos que ocupo; portanto, nunca no dito artigo me apresentei como o que quer que fosse, para além de o assinar com o meu nome...
O resto, para além disto que é claramente demonstrável, é "conversa", e a tentativa de criar "factos" onde eles não existem!
Cumprimentos,

António Oliveira

Anónimo disse...

A SIC Notícias, de segunda a sexta-feira, às 21.30 horas, apresenta o “Frente-a-Frente”, um debate entre uma personalidade da esquerda e outra da direita.
Segunda-feira, dia 8, estiveram presentes Vicente Jorge Silva e Teresa Caeiro. Esta última é deputada na Assembleia da República, eleita pelo CDS/PP. A senhora, referindo-se ao seu partido, aconselhava uma “oposição construtiva, positiva, como foi feita recentemente nos Açores e com bons resultados eleitorais”. Bem dito.

Pus-me a pensar.
Uma coisa é o CDS/PP a nível nacional; outra, é o CDS/PP local.
Então o homem que temos por cá é para “oposição construtiva, positiva”?
Teresa Caeiro: a senhora conhece o “seu” líder local cá por Elvas?
A senhora sabe que CDS/PP, em Elvas quer dizer:
Com Desenvolvimento Sindical, Paulinho Portinholas

Anónimo disse...

O senhor(a) enfermeiro(a) António(a) Oliveira, Chefe de Gabinete de Mata Cáceres esqueceu-se de dizer que já axerceu funções na administração do Hospital de Portalegre, em que partido milita (PSD)e que sendo Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara de Portalegre devia saber que tudo aquilo que diz publicamente ou escreve compromete o seu Presidente.
Não tenho dúvidas, amigo Patrício, ele falou pela voz dos patrões dele e vem para aqui mandar-te bitaites! Conversa da treta, é o que é?
Politiqueiros de meia tijela de portalegre...

Cumprimentos.

Álvaro Mendes
(Também assino, está a ver?)

Anónimo disse...

Caro Sr. Mendes,

É verdade que sou/fui tudo isso que diz, mas não sabia que era necessário fazer uma apresentação prévia do 'Curriculum Vitae' para publicar artigos de opinião em jornais, ou colocar aqui comentários a post's nos quais sou referido. A ser assim 'obrigatório', faça-nos lá, Sr. Álvaro Mendes, uma tão detalhada apresentação da sua Pessoa... Talvez assim compreendamos melhor tanta 'amargura'...
Já agora, não era necessária a deselegância de se referir a mim como "o senhor(a) enfermeiro(a) António(a) Oliveira"; eu só o fiz, ao dirigir-me ao Ex.mo(a) Sr.(a) Patrício, por não saber se se trata de um homem ou de uma mulher (o que é normal nestas coisas dos blog's).
Também assina... (tou a ver), mas isso, neste caso, vale o que vale; ou seja... NADA!

António Oliveira

PATRÍCIO disse...

Exmo. Sr. António Oliveira

Tem o direito de expor as suas opiniões, embora dentro de limites. Não lhe admito que coloque em causa a minha idoneidade nem tenho que lhe fazer qualquer prova da minha masculinidade, porque os filhos que tenho são mais que prova disso.

Não sou tão famoso como o senhor enfermeiro e chefe de gabinete Oliveira, mas sou um empresário daqueles que se acham de sucesso. Também vou estudando, aperfeiçoando a minha área de trabalho sempre que posso. Tenho três filhos, tenho um automóvel da marca BMW e vivo em casa própria, bem ampla por sinal, e não devo nada que não possa pagar. Sou católico. Gosto de ler jornais e sei pensar pela minha cabeça. Não dependo de nenhum político nem de nenhum partido, embora já tenha sido simpatizante da direita quando esta estava de boa saúde em Portugal.

Foi o comportamento de pessoas como alguns da direita de Elvas, nomeadamente um tal Tiago Abreu, e de pessoas como o senhor Oliveira, que julgam uma pessoa por uma frase e aproveitam para ter esse comportamento "deselegante", que ganhei desconfiança e descrença em vós. Já não existem no PSD os Sá Carneiro nem no CDS os Amaro da Costa, para quem a ética política significava alguma coisa...

Não vou perder mais tempo consigo, porque não tem expressão. Só o referi no meu blog como mau exemplo. Não volte para me ofender, que não lho permitirei. Fui claro.

Cumprimentos,
Patrício Baena

Francisco Paulino disse...

O que esperava o Patrício da Rádio Elvas senão que faça a vontade à oposição. É só conhecer o João fernando que manda lá e ouvir os comentadores que têm tido lá assiduidade marcada: Jorge Painho, Serra, Fernando Carona, Tiago Abreu.........
E o Rondão a dar de mamar a esta gente! É comó Linhas de Elvas que se governa à custa da Câmara que faz lá publicidade que não interessa nada. Se está tudo na agenda cultural da Câmara que entra entra em todas as nossas casas e ainda vem o carro das cornetas e cartazes e internet, para que é que o Rondão gasta o nosso dinheiro nas rádios e no Linhas?
A resposta deve ser: para levar umas dentadas e só não o atiram da cadeira abeixo porque o homem é uma rocha.

Cprs. do
Francisco Paulino

Anónimo disse...

Concordo contigo Francisco Paulino, o Presidente da Câmara de Portalegre só foi entrevistado pela Rádio Elvas para "matar" o sucesso da notícia da semana anterior de ter vindo um Secretário de Estado a Elvas anunciar o novo Estabelecimento Prisional.
Foi uma forma inteligente do João Fernando anular o efeito da notícia positiva para Elvas trazendo cá o de Portalegre para dizer que fez isto e aquilo e que vai fazer mundos e fundos.
É como o João Alves a meter todos os da oposição no Linhas de Elvas a dizer mal da Câmara. Então se antes da rádio eles trabalhavam os dois juntos, não se pode estranhar isto.

Anónimo disse...

Arreia-lhes Patrício que de cobardes não reza a história!

Anónimo disse...

Tu és mais um PPD que anda aqui a enganar a malta! Boas conversinhas mas na altura própria lá vai disto "simpatizante da direita"...
Têm te dado um bom tratamento os da direita... ainda bem que tens boa vista!

Anónimo disse...

O Patrício já não liga aos gajos! Não se percebe? Já percebeu que no centro do espectro político é que está a virtude e a ética política.
Não há quem não saiba que o PS é o centro do espectro político português e se o Patrício lê jornais também sabe. E se ainda não sabe vai ficar a saber de certeza.
Eu acho que ele é apenas um home justo e, como diz, que sabe pensar pela sua cabeça.

Anónimo disse...

O director nacional da Polícia de Segurança Pública, Superintendente-Chefe Francisco Oliveira Pereira, visitou terça-feira as estruturas afectas ao comando distrital de Portalegre da corporação. Ao longo da manhã, o Director Nacional da PSP esteve em Portalegre e à tarde em Elvas.
Depois de visitar as instalações da Secção Policial de Elvas, o Superintendente-Chefe Francisco Pereira falou à comunicação social sobre esta vinda ao distrito de Portalegre, inserido nas visitas que o director nacional da PSP está a fazer a cada um dos 22 comandos existentes em todo o País.
Relativamente a Elvas, o Superintendente-Chefe Francisco Oliveira Pereira diz que a próxima conversão da Secção policial em Divisão “vai trazer um acréscimo de competências à actividade da PSP, que se traduzirá também no incremento de efectivos ao serviço da corporação”.
O director nacional da Polícia de Segurança Pública considera que as instalações de que a corporação dispõe em Elvas "são suficientes” para as necessidades operacionais da corporação, sublinhando também "a importância de estarem situadas em pleno centro histórico da Cidade, dinamizando desta forma o tecido social elvense”.
Quanto à cooperação com as forças de segurança da vizinha Estremadura espanhola, o Superintendente-Geral Francisco Pereira considera que "é fundamental” e que decorre "com toda a normalidade”.
Paulinho Portinholas, ADE/IR (Aliança Democrática de Elvas, Inimigos do Rondão) e outros: isto está a pôr-se mau…

Anónimo disse...

Mas o que é Portalegre à vista de Elvas? m.... Nos nao lhes devemos nada, antes pelo contrário... E andam p aí esses pedantes deputados do distrito mais um banana que se diz governador, que nem a casa dele deve saber governar, a lamber as botas a portalegre e ao mata e nós por cá se não fosse o Rondão estavamos bem lixados... pensam eles que nos incomodam.. pois nos com um presidente assim podem vir governadores e socialistas como aqueles que não precisamos deles! para nós o combate estará sempre ganho quer estejam lá os do PS ou do PSD..Temos um homem à frente do nosso concelho que sabe o que quer e exigir de quem o deve exigir. Já estamos habituados a não contar com aquelas bandas. Por isso é que com tanto apoio do PS ao PSD em portalegre o PS está como nós sabemos... uma tristeza! e em Elvas é o que todos vemos diariamente. E é essa a inveja deles, porque aqui trabalha-se, muito e bem e lá discutem-se lugares (sempre para os mesmos) e formas de encher os próprios bolsos. Enfim... E nós por cá! Por isso faço aqui um apelo muito claro... Vamos, todos os elvenses exigir a quem de direito, bater o pé a quem quer que seja , dizendo um simples BASTA a pertencermos a um distrito que nos exclui, ignora e despreza. Chega! Não precisamos de inimigos que se dizem amigos. Já basta os lavadeiros e as estéricas fascistas , e aldrabonas que temos por cá!

Anónimo disse...

Paulinho Portinholas atravessa um período de dificuldades, mas na noite passada desceu a níveis nunca vistos.
A evolução da situação da saúde no Hospital de Santa Luzia é-lhe desfavorável; tal como são contra os seus interesses político-pessoais a promoção a Divisão da PSP de Elvas, o êxito da pista de gelo no coliseu, o Estabelecimento Prisional em Vila Fernando, o êxito dos Encontros Temáticos da câmara, a adesão aos quatro bares exteriores do coliseu, o programa social da câmara com construção de novos equipamentos (Belhó/Raposeira, APPACDM, Cruz Vermelha, Santa Eulália e São Vicente), a localização sobre a fronteira da estação do TGV, três novas valências da APPACDM nas instalações do Centro Educativo em Vila Fernando, a promoção do comércio e hotelaria de Elvas na Estremadura espanhola, etc.

Foi nesta situação que a voz solitária do CDS/PP (Com Desenvolvimento Sindical, Paulinho Portinholas) entrou na sessão da noite passada da Assembleia Municipal de Elvas. Entrou assim, mas saiu pior…
Foi “corrido em pêlo”, através de 8 ou 10 intervenções bem elaboradas por parte da bancada do Partido Socialista.
Também “levou na corneta” pela forma como os elementos das bancadas da oposição se pronunciaram: Joaquim Miguel Mendes, João Paiva, João Barradas (todos PSD) e Luís Pedras (Bloco de Esquerda).
Isto é: existe oposição, que contraria a câmara mas sabe ver para os dois lados e, à parte disto tudo, temos Paulinho Portinholas, o “Grande Educador da Classe Política Elvense”.
O menino-bem, que se transporta em jipinho carote (fruto do trabalho e da herança de outros…) estacionado em cima de traços amarelos, não aguentou a pressão: saiu a meio da sessão.

Ficou lá, órfão e tristonho, o Doutor Zero, a quem Paulinho deixou um texto para ele ler, mais tarde. Não foi capaz de ler; apenas soletrou e mal! Um aluno normal, no final do terceiro ano do 1º ciclo, dá-lhe uma banhada na leitura. Pobre CDS/PP, tão mal entregue!
Paulinho Portinholas atravessa um período de dificuldades, mas na noite passada desceu a níveis nunca vistos.
Portinholas, o corajoso, renunciou.
Portinholas, aquele que não vira a cara à luta, desistiu
Portinholas, a grande esperança autárquica de alguns, deixou a Assembleia que ele idolatra.
Portinholas, o líder de um partido com uma pessoa, deixou o Doutor Zero entregue aos “leões”.

Paulinho Portinholas, agora, vai dizer que saiu da Assembleia Municipal, porque lhe telefonaram a dizer que a filha estava doente, ou que a mulher tinha adoecido, ou que o pai se pôs mal disposto, ou o que a sua imaginação produzir…
Alguém acredita?
Sim, acreditam os portinholeiros desenvolvimentistas, os radicalistas da direita conservadora, os STALinistas do sindicato e a esquerda ortodoxa com quem se “casou” há seis meses.
Quantos são? Uns 20, vá lá!
Com as famílias? Uns 50, já estão bem!
E já vai com sorte, este azarado Portinholas.

Anónimo disse...

Porque é que esse Paulinho Portinhas não vai dar uma ajudinha ao Mata Cáceres a Portalegre. Tenho a certeza que a direita portalegrense precisa dele para perder a Câmara.
Ou quem sabe se em Portalegre ele não conseguia ser eleito vereador, porque aqui em Elvas as coisas não lhe podiam estar a correr pior.
Tadinho do Paulinho Portinholas, abraçado aos STALinistas ressabiados.

Anónimo disse...

Paulinho Portinholas disse na Assembleia Municipal que não tinha nada a ver com a ADE.
Acha que a malta é toda parva e acreditou!!!???

Paulinho Portinholas não tem nada a ver com os desenvolvimentistas stalinistas, mas não se sabe porquê, é ele que faz os panfletos de propaganda das reuniões de família da ADE, faz a entrega ao Vieiri para ele cortar e distribuir...

Paulinho Portinholas não tem nada a ver com a ADE, mas não se sabe porquê, é para a casinha dele que é endereçada a correspondência dessa mesma ADE...

Paulinho Portinholas não tem nada a ver com a ADE... pois, não fora este grande estratega da desgraça do CDS, aliado ao PSD do Cabacinha e aos STALinistas e ressabiados, e a ADE nunca terias nascido. Talvez assim o CDS em Elvas desapareça de vez!

Paulinho Portinholas não tem mesmo nada a ver com a ADE... até já o proibiram de abrir a "portinhola" nas reuniões de família da Associação anti-Desenvolver Elvas. Ele há mesmo vidas tristes...